VENDA DE APOSTILAS E PROJETOS

Como complemento ao meu trabalho neste blog, elaborei para venda diversas apostilas de atividades de alfabetização e projetos pedagógicos de variados temas indicados para professores que atuam em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Alfabetização de Jovens e Adultos (EJA).

Tenho também CDs de áudio para Educação Infantil e Fundamental I, cartazes em EVA e livros infantis.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR MEU SITE E FAZER SEU PEDIDO

Os interessados poderão também entrar em contato por email ou pelos telefones abaixo:

glaucerossi@terra.com.br

glaucerossi@gmail.com

glauce.rossi@hotmail.com

glaucerossi@bol.com.br

(11) 97574-9228 - Vivo

(11) 95248-7897 - Tim

Glauce ou Hugo no horário de atendimento das 9:00 às 20:00 de segunda à sexta-feira.

WhatsApp

(11) 95248-7897

Loja virtual

CADASTRO DE CONTATO

FACEBOOK

terça-feira, 27 de junho de 2017

Métodos ou práticas de alfabetização?


Muitos professores ainda definem erroneamente o processo de alfabetização como sinônimo de uma técnica ou método.
As decisões a respeito da prática alfabetizadora tem-se centrado na polêmica sobre os métodos utilizados. Métodos analíticos contra métodos sintéticos, fonéticos, contra global, entre outros. É a busca constante para encontrar um método de alfabetização que funcione.

Porém, mais importante que a busca por um método,  seria o professor verificar que tipo de prática a criança é introduzida na linguagem escrita e como se apresenta no contexto escolar.

Existem práticas que levam a criança a adquirir o conhecimento como mero espectador, deixando, assim, de ser participante da construção. Outras práticas, no entanto, levam o aluno a participar da construção do conhecimento.

É importante saber que  as crianças entram em contato com a linguagem escrita no próprio ambiente em que vivem. Elas formulam hipóteses sobre a escrita, construindo seus próprios conhecimentos. 

É necessário  o professor alfabetizador entender que o processo de aquisição da escrita acontece por meio da formulação de hipóteses pelas crianças. Assim poderá criar inúmeras possibilidades ou práticas pedagógicas sociais da escrita para que os alunos reflitam sobre esse processo, avançando em suas próprias hipóteses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá , deixe aqui o seu comentário. Gostaria muito de saber a sua opinião sobre o blog. Obrigada.

Seguidores