VENDA DE APOSTILAS E PROJETOS

Como complemento ao meu trabalho neste blog, elaborei para venda diversas apostilas de atividades de alfabetização e projetos pedagógicos de variados temas indicados para professores que atuam em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Alfabetização de Jovens e Adultos (EJA).

Tenho também CDs de áudio para Educação Infantil e Fundamental I, cartazes em EVA e livros infantis.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR MEU SITE E FAZER SEU PEDIDO

Os interessados poderão também entrar em contato por email ou pelos telefones abaixo:

glaucerossi@terra.com.br

glaucerossi@gmail.com

glauce.rossi@hotmail.com

glaucerossi@bol.com.br

(11) 97574-9228 - Vivo

(11) 95248-7897 - Tim

Glauce ou Hugo no horário de atendimento das 9:00 às 20:00 de segunda à sexta-feira.

WhatsApp

(11) 95248-7897

Loja virtual

CADASTRO DE CONTATO

FACEBOOK

sábado, 29 de agosto de 2015

Apostilas EJA - Educação de jovens e adultos

Tenho o kit destinado aos alunos de EJA - Educação de jovens e adultos:



Todos as apostilas e projetos também estão à venda individualmente. Tendo interesse interesse em adquirir  acesse meu site:

https://sites.google.com/site/diariodaprofaglauce/kit-jovens-e-adultos-eja

sábado, 22 de agosto de 2015

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS


Para trabalhar a interpretação, os textos devem considerar as situações de práticas de leitura e escrita. 

Algumas situações práticas de leitura e escrita:
- Seguir instruções (receitas, manuais de jogo), 
- Comunicar-se (recado, bilhete, carta, anúncio, convite), 
- Divertir e emocionar-se (poema, conto, fábula, lenda), 
- Informar (notícia), 
- Orientar-se no mundo (tabela, mapa) 
  entre outros tipos.

Trabalha-se a interpretação de textos desde a educação infantil. Nesta fase, como os alunos ainda não sabem ler e escrever, as crianças interpretam os textos oralmente. 

Na alfabetização, quando os alunos já passaram para a escrita alfabética, a leitura e interpretação se tornam mais presentes nas práticas de escrita. A interpretação de textos é feita através de questões orais e escritas.

Veja abaixo alguns exemplos de interpretação de textos:
_________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________

Estes textos fazem parte das Apostilas de Interpretação de Textos Volume I e II. Caso tenha interesse em adquirir, favor entrar em contato por e-mail:
glaucerossi@terra.com.br

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

TRABALHO COM ORTOGRAFIA


Tradicionalmente, ensina-se ortografia – a maneira correta de grafar as palavras – apresentando e repetindo as regras ortográficas para a classe. Tudo se dá na base da decoreba.

Depois se o aluno desobedecer às tais regras em uma redação por exemplo, o professor corrige o erro, e pode até sugerir que o estudante copie várias vezes a versão correta das palavras que foram escritas de maneira errada. Muitos alunos decoram tais regras, mas na hora da redação continuam escrevendo errado.

Muitas regras ortográficas têm de ser mesmo decoradas. Mas isso não quer dizer que aprender a escrever certo seja um processo passivo.

É fundamental, para o trabalho do professor, que ele saiba quais palavras seus alunos usam frequentemente, pois eles apresentam suas hipóteses de como tais palavras devem ser escritas. A partir dessas suposições, levar o aluno a refletir sobre as possíveis alternativas de grafia e reconstruir as regras de ortografia das palavras.

Por outro lado, entender que a ortografia de algumas palavras não é definida por regras faz com que os alunos vejam a importância de consultar fontes de registro ortográfico da língua portuguesa, como os dicionários e reconheçam a importância da memorização.

A Apostila de Ortografia contém atividades que levam o aluno a refletir sobre a grafia das palavras, além de levá-lo a reconstrução das regras, a fim que o aluno possa fazer uso delas em suas produções de texto.



Exemplo de atividade:



Seguidores