VENDA DE APOSTILAS E PROJETOS

Como complemento ao meu trabalho neste blog, elaborei para venda diversas apostilas de atividades de alfabetização e projetos pedagógicos de variados temas indicados para professores que atuam em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Alfabetização de Jovens e Adultos (EJA).

Tenho também CDs de áudio para Educação Infantil e Fundamental I, cartazes em EVA e livros infantis.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR MEU SITE E FAZER SEU PEDIDO

Os interessados poderão também entrar em contato por email ou pelos telefones abaixo:

glaucerossi@terra.com.br

glaucerossi@gmail.com

glauce.rossi@hotmail.com

glaucerossi@bol.com.br

(11) 97574-9228 - Vivo

(11) 95248-7897 - Tim

Glauce ou Hugo no horário de atendimento das 9:00 às 20:00 de segunda à sexta-feira.

WhatsApp

(11) 95248-7897

Loja virtual

CADASTRO DE CONTATO

FACEBOOK

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Jogos na alfabetização


São variados os tipos de jogos que fazem parte da nossa cultura e que envolvem a linguagem.  O jogo da forca e o jogo de palavras cruzadas envolvem a formação de palavras e por isso podem ajudar no processo de alfabetização.


O jogo da forca e as cruzadinhas são ótimas atividades de reflexão sobre uma das características do nosso sustema de escrita: a de que todas as palavras são formadas por sílabas e que todas as sílabas tem ao menos uma vogal.  

Estes jogos são ideais para trabalhar com os alunos silábicos, fase em que cada letra representa uma sílaba.  Isso acontece porque os alunos deverão preencher a palavra, nos quadradinhos ou tracinhos, e para isso precisam contar quantas letras tem a palavra. Vão verificar que estarão faltando letras ao refletirem sobre suas hipóteses.

Também é bastante útil aos alunos silábicos-alfabéticos e alfabéticos nas questões relacionadas à ortografia das palavras.

Na cruzadinha, pode-se colocar o banco de palavras para os alunos pré-silábicos e silábicos. Não utilizar o banco com os alunos silábicos-alfabéticos e alfabéticos, pois assim eles não terão desafios ao tentarem completar a cruzadinha.





sábado, 25 de fevereiro de 2017

Fases da escrita da criança

 De acordo com a teoria exposta em Psicogênese da Língua Escrita, toda criança passa por quatro fases até que esteja alfabetizada:





terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Atividades para alfabetização

"... A minha contribuição foi encontrar uma explicação segundo a qual, por trás da mão que pega o lápis, dos olhos que olham, dos ouvidos que escutam, há uma criança que pensa" (Emília Ferreiro)


Os interessados poderão entrar em contato por email ou pelos telefones abaixo:


(11) 97574-9228 - Vivo
(11) 95248-7897 - Tim
Glauce ou Hugo no horário de atendimento das 9:00 às 20:00 de segunda à sexta-feira.
WhatsApp
(11) 95248-7897

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Alfabetização: O que fazer com alunos que ainda não são alfabéticos?

No início do ano nos deparamos com uma classe com alunos que ainda não são alfabéticos. E agora, o que fazer para eles avançarem nas suas hipóteses de escrita enquanto os outros alunos já estão mais adiantados?

- Verifique em qual fase da escrita o aluno se encontra. Muitas vezes temos dúvidas com relação a fase de escrita do aluno. Leia mais, peça ajuda, pesquise..., precisamos nos atualizar. Faça a sondagem da escrita novamente e tenha certeza da fase da escrita que a criança se encontra.


- Trabalhe atividades com a classe toda, mas que promovam desafios diferentes. Não precisa separar os alunos para fazerem a atividade. A mesma atividade pode ser trabalhada com todos, mas formando duplas produtivas.


   -     Para alunos não alfabéticos:  Desafio para avançar na reflexão sobre o sistema de escrita. 
   -     Para alunos alfabéticos:  Desafio para levantar questões de ortografia 

Organizar os alunos em duplas, em função do que os alunos já sabem sobre a escrita. Ex.: pré-silábicos com silábicos, silábicos com valor sonoro com silábicos sem valor sonoro, silábicos-alfabéticos com alfabéticos e alfabéticos com alfabéticos.


 - Utilize textos curtos e de memória como parlendas, cantigas, trava-línguas. Também utilize cruzadinhas, adivinhas etc.
Exemplo: Com uma parlenda você pode trabalhar com texto lacunado ( para os alunos não alfabéticos) e a escrita da parlenda (para os alunos alfabéticos).

- Circule pela sala fazendo intervenções necessárias para que o aluno possa refletir sobre a escrita.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Sequência didática- Alfabetização

Resultado de imagem para carnaval
Título: Alfabetização - Carnaval

Objetivo geral:
  • Construir conhecimentos sobre o funcionamento do sistema alfabético de escrita.

Objetivos específicos:
  • Ler e escrever textos conhecidos de memória, ajustando o oral ao escrito;
  • Refletir sobre algumas convenções ortográficas (para alunos alfabéticos).
Conteúdo:
  • Marchinhas de carnaval

Áreas do conhecimento: Português, História

Anos: 1º e 
Tempo estimado: 1 mês

Material necessário: 

- CD de marchinhas de carnaval;

- Cópias das letras das músicas que serão trabalhadas.

Desenvolvimento: 


1º momento: 
Pergunte aos alunos quais marchinhas de carnaval eles conhecem e peça para que cantem. Selecione algumas letras das músicas para escrever em cartazes e organize momentos para cantar cada uma delas.  Leve as canções para os alunos escutarem.


2º momento 
Escolha uma marchinha para trabalhar por dia. Organize a turma em duplas, agrupando alunos com hipóteses próximas de escrita. Distribua uma cópia em letra maiúscula de forma para cada dupla e peça para que descubram qual das músicas já trabalhadas é aquela, justificando como chegaram à resposta. Em seguida, solicite que cantem a marchinha, acompanhando a leitura com o dedo. Circule pela sala, perguntando para cada dupla onde está escrita determinada palavra.


3ª momento 
Continue trabalhando com a marchinha da etapa anterior. Distribua para as duplas a letra da música recortada em versos (para os pré-silábicos e silábicos com ou sem valor sonoro convencional) ou em letras (para os silábicos-alfabéticos e alfabéticos), ajustando os desafios da atividade às possibilidades dos alunos.
Repita as atividades do 2º e do 3º momento com as letras das demais marchinhas selecionadas.


4º momento 
Distribua para cada dupla cópias de trechos de algumas marchinhas trabalhadas, sem o título para que tenham de fazer a leitura a fim de identificá-los. Entregar os textos a cada dupla, considerando que quanto mais parecidas as letras, maior será a dificuldade da tarefa. Garanta que todos justifiquem suas respostas.

Exemplo de atividade:
Localizar a marchinha "Ó abre alas":

Texto I
OH! JARDINEIRA PORQUE ESTÁS TÃO TRISTE?
MAS O QUE FOI QUE TE ACONTECEU?
FOI A CAMÉLIA QUE CAIU DO GALHO,
DEU DOIS SUSPIROS E DEPOIS MORREU.

Texto II
OLHA A CABELEIRA DO ZEZÉ
SERÁ QUE ELE É?
SERÁ QUE ELE É?

Texto III
Ó ABRE ALAS
QUE EU QUERO PASSAR
Ó ABRE ALAS
QUE EU QUERO PASSAR


5º momento 
Escolha apenas um trecho de uma das marchinhas trabalhadas e reproduza, em uma mesma folha, a letra correta junto com outras duas versões erradas, como no exemplo abaixo:

VOCÊ PENSA QUE CERVEJA É ÁGUA?
CERVEJA NÃO É ÁGUA NÃO
CERVEJA VEM DO ALAMBIQUE
E ÁGUA VEM DO LAGO

VOCÊ PENSA QUE CACHAÇA É ÁGUA?
CACHAÇA NÃO É ÁGUA NÃO
CACHAÇA VEM DO ALAMBIQUE
E ÁGUA VEM DO RIBEIRÃO

VOCÊ PENSA QUE CACHAÇA É SUCO?
CACHAÇA NÃO É SUCO NÃO
CACHAÇA VEM DO ALAMBIQUE
E SUCO VEM DO RIBEIRÃO

Os alunos precisam encontrar a versão correta e justificar porque as outras duas são erradas. 
Avaliação: 
Observação e registro dos progressos dos alunos em relação à construção do sistema de escrita.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Qual é o melhor método de alfabetização?

Muitos pesquisadores da área concordam que não há método certo ou errado de alfabetização. O mais importante é que qualquer método trará resultados quando o professor se prepara para o trabalho. 

Além disso, a escolha do método também depende muito do Projeto Pedagógico da escola e dos pressupostos educacionais do município ou estado.

Alguns educadores se identificam mais com o método silábico onde são apresentadas as palavras e a partir delas são decompostas as sílabas. Diferente do passado em que se usavam cartilhas e se seguiam uma ordem na apresentação das sílabas, hoje há uma grande preocupação em trabalhar palavras que sejam significativas para os alunos. Muitas vezes a palavra-chave surge de conversas e relatos de vivências dos educandos no meio em que vivem. Também a palavra-chave pode ser retirada de um texto interessante e conhecido pelos educandos.

Exemplo:
               



Para os professores adeptos às concepção construtivista, a alfabetização é um processo de construção, em que a criança constrói seu conhecimento a partir de reflexões e conflitos de suas hipóteses de escrita. Assim cabe ao professor compreender os diferentes níveis da escrita dos alunos, organizar atividades que favoreçam a reflexão da criança sobre a escrita e fazer as possíveis intervenções.
Através de vários portadores de textos, a criança entra em contato com a leitura e a escrita do mundo que nos cerca, mesmo ainda sem saber ler. Isto implica em utilizar livros, revistas,  jornais. Trabalha-se muito com textos curtos e de memória como parlendas, trava-línguas, cantigas etc.

https://sites.google.com/site/diariodaprofaglauce/alfabetizacao-de-criancas-volume-i/Alfa%20II.jpg                https://sites.google.com/site/diariodaprofaglauce/alfabetizacao-de-criancas---volume-ii/apost33.jpg

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Novidades para 2017

Pensando em facilitar o trabalho do professor,  montamos o "Caderno de Planejamento e Organização do Professor" e a "Agenda do Professor". Eles estão prontos para imprimir. É só escolher uma das capas, mandar imprimir as páginas e depois encaderná-las.

Agora temos os seguintes temas: coruja, jardim/flores e cachorrinhos

Para adquirir, entre em contato pelo email glaucerossi@terra.com.br ou pelos telefones (11) 97575-9228 (Vivo) - (11) 95248-7897 (Tim e WhatsApp).




quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

ATIVIDADE DE CARNAVAL

Com o texto abaixo trabalhei discutindo com a turma, após a leitura, algumas questões:

1.Qual é o assunto principal de que fala o texto?

2.O que você achou da escola do barulho?

3.Quais as diferenças e semelhanças entre a nossa escola e a escola de que fala o texto?

4.Você gostou do texto? Por quê?





Seguidores